Que efeito o primeiro pouso na Lua teve no mundo?

Embora tenha ocorrido em 1969, o primeiro pouso na lua teve um efeito duradouro no mundo. A Apollo 11 representou o culminar de décadas de trabalho para a NASA. O sonho de John F. Kennedy de colocar uma pessoa na Lua pareceu tolo para muitos, mas continua sendo uma das maiores realizações do trabalho e engenhosidade humanos.

TL; DR (muito longo; não leu)

O pouso na lua não representava apenas avanços tecnológicos, mas era um símbolo da realização humana. O desembarque também teve alguns efeitos interessantes entre os teóricos da conspiração, e as teorias sobre as quais o pouso foi falsificado permanecem.

Tecnologia

Os avanços tecnológicos necessários para o programa Apollo aceleraram as inovações em foguetes, computadores e outros materiais da era espacial. As missões Mercury e Gemini forneceram a base para os sistemas da Apollo, mas o suporte de vida, orientação e sistemas de computador precisaram de melhorias para sustentar a vida humana durante a viagem prolongada. Os principais cientistas de todo o mundo trabalharam juntos nas nações dos EUA e da União Soviética para resolver esses problemas. Transmissões de TV do primeiro pouso na Lua inspiraram novas gerações de pessoas a se tornarem cientistas porque coisas novas pareciam possíveis. A tecnologia da Apollo foi avançada para permitir o desenvolvimento de estações espaciais e novas espaçonaves.

Unidade

O primeiro pouso na lua uniu as pessoas, mesmo que por um breve período. Quando Neil Armstrong saiu do módulo lunar, 600 milhões de pessoas assistiram na televisão. Pessoas de todo o mundo sabiam da importância dos eventos e não queriam perder nada. Os humanos põem de lado suas diferenças e compartilham o momento. As imagens da Terra subindo no horizonte da lua faziam o planeta parecer pequeno, frágil e sozinho no espaço. Numa época em que a guerra no Vietnã e na Guerra Fria dominava o noticiário da noite, as imagens do primeiro pouso na lua proporcionaram um momento de fuga.

Dissidência

Nem todo mundo viu o pouso na lua como uma ocorrência positiva. Com tanta guerra e tensão no mundo, muitas pessoas viam a corrida à Lua como um desperdício de recursos nacionais. Os dissidentes se perguntavam por que o dinheiro não iria alimentar pessoas famintas ou acabar com a guerra, ou simplesmente não viam o que a aterrissagem na lua oferecia à humanidade. De fato, as missões Apollo após o primeiro pouso receberam menos atenção. Os que se opunham à missão viam a perda de interesse e o curto período de vida do programa como prova de que foi um empreendimento frívolo.

Conspiração

Talvez nenhum grupo mantenha as memórias da primeira aterrissagem da lua mais viva que os teóricos da conspiração. Discrepâncias supostas na filmagem do pouso na lua levaram alguns a acreditar que o pouso nunca ocorreu. A falta de estrelas nas fotos, a ondulação da bandeira que os astronautas plantaram e as alegações de que as rochas lunares foram falsificadas alimentaram os fogos da conspiração. Nenhuma estrela apareceu em fotos porque a superfície lunar iluminou-as, a bandeira acenou porque os astronautas torceram o pólo no chão e as rochas lunares mostram evidências de formação em um ambiente de baixa gravidade. Mesmo que a maioria das pessoas acredite que os cientistas refutam adequadamente as acusações de um pouso forjado, alguns ainda se recusam a confiar nas provas dadas e afirmam que o pouso inteiro foi filmado em um estúdio de cinema.

Compartilhe Com Seus Amigos