O que os cloroplastos usam para produzir glicose?

Cloroplastos em plantas criam os a√ß√ļcares e oxig√™nio que s√£o a base da vida.

Os cloroplastos s√£o os transformadores de energia solar ‚Äúverdes‚ÄĚ originais. Essas min√ļsculas organelas, encontradas apenas nas c√©lulas de plantas e algas, usam a energia do sol para converter di√≥xido de carbono e √°gua em glicose e oxig√™nio. Dan Jenk, escritor de ci√™ncia do Instituto de Biodesign da Universidade Estadual do Arizona, descreve o processo da seguinte forma: ‚Äú... as plantas se aproximam do auge da mesquinharia, procurando quase todos os f√≥tons de energia dispon√≠vel para produzir alimentos.‚ÄĚ

Energia Potencial Química

A energia que √© armazenada dentro de uma liga√ß√£o molecular √© chamada de ‚Äúenergia potencial qu√≠mica‚ÄĚ. Quando uma liga√ß√£o qu√≠mica √© quebrada, como quando uma mol√©cula de amido √© comida e depois quebrada no sistema digestivo de um animal, a energia √© liberada. Todos os organismos precisam de energia para sobreviver.

Fotossíntese

A fotoss√≠ntese converte energia luminosa em energia qu√≠mica que √© armazenada nas liga√ß√Ķes moleculares da glicose. Este processo ocorre em cloroplastos. Uma planta usa as mol√©culas de glicose para criar carboidratos - amido e celulose - e outros nutrientes de que precisa para crescer e se reproduzir. A fotoss√≠ntese, portanto, torna poss√≠vel converter a energia da luz em uma forma de energia que pode ser usada como alimento, tanto pela planta quanto pelos animais que comem a planta.

A fotossíntese pode ser representada pela seguinte equação simplificada: 6 CO2 (dióxido de carbono) + 6 H2O (água) → C6H12O6 (glicose) + 6 O2 (oxigênio)

Rea√ß√Ķes dependentes da luz

As plantas se movem em resposta à luz, girando e dobrando para capturar a luz solar máxima.

A fotossíntese ocorre em duas etapas - uma dependente da luz e uma independente da luz.

As rea√ß√Ķes leves da fotoss√≠ntese come√ßam quando a luz do Sol atinge um cloroplasto. A clorofila, o pigmento verde dentro de um cloroplasto, absorve part√≠culas de energia luminosa chamadas f√≥tons. Um f√≥ton absorvido inicia uma seq√ľ√™ncia de rea√ß√Ķes qu√≠micas que criam dois tipos de compostos de alta energia, ATP (adenosina trifosfato) e NADPH (nicotinamida adenina dinucleot√≠deo fosfato).

Al√©m da energia da luz, as rea√ß√Ķes de luz tamb√©m requerem √°gua. Durante a fotoss√≠ntese, as mol√©culas de √°gua s√£o divididas em √≠ons de hidrog√™nio e oxig√™nio. O hidrog√™nio √© consumido pela rea√ß√£o e os √°tomos de oxig√™nio restantes s√£o liberados do cloroplasto como g√°s oxig√™nio (O2).

Rea√ß√Ķes Independentes √† Luz

A por√ß√£o independente da luz da fotoss√≠ntese √© tamb√©m conhecida como o ciclo de Calvin. Usando as mol√©culas produzidas nas rea√ß√Ķes dependentes de luz - ATP para energia e NADPH para el√©trons - o ciclo de Calvin usa uma s√©rie c√≠clica de rea√ß√Ķes bioqu√≠micas para converter seis mol√©culas de di√≥xido de carbono em uma mol√©cula de glicose.

Energia verde

As matérias-primas para a fotossíntese são encontradas naturalmente no meio ambiente. As plantas absorvem o dióxido de carbono do ar, a água do solo e a luz do sol e as convertem em oxigênio e carboidratos. Isso faz dos cloroplastos os consumidores mais eficientes do mundo e produtores de energia limpa e renovável.

Compartilhe Com Seus Amigos