As temperaturas do espaço exterior em torno da terra

As temperaturas do espaço exterior em torno da terra

A temperatura no espa√ßo exterior depende de muitos fatores: dist√Ęncia de uma estrela ou outro evento c√≥smico, se um ponto no espa√ßo est√° em luz ou sombra direta e se est√° sujeito a uma explos√£o solar ou a um vento solar. Varia√ß√£o na temperatura do espa√ßo perto da Terra √© principalmente baseada na localiza√ß√£o e no tempo: As temperaturas s√£o drasticamente diferentes nos lados claro e sombreado do planeta, que gradualmente mudam minuto a minuto com base na rota√ß√£o do planeta em seu eixo e sua revolu√ß√£o ao redor do dom.

TL; DR (muito longo; n√£o leu)

TL; DR

A temperatura média do espaço exterior próximo da Terra é de 283,32 kelvins (10,17 graus Celsius ou 50,3 graus Fahrenheit). No espaço interestelar vazio, a temperatura é de apenas 3 kelvins, não muito acima do zero absoluto, o que é o mais frio que se pode conseguir.

Perto da terra

A temperatura m√©dia do espa√ßo exterior ao redor da Terra √© de 283,32 kelvins (10,17 graus Celsius ou 50,3 graus Fahrenheit). Isto est√° obviamente longe dos 3 kelvins do espa√ßo mais distante acima do zero absoluto. Mas esta m√©dia relativamente suave mascara incrivelmente extremos oscila√ß√Ķes de temperatura. Logo ap√≥s a atmosfera superior da Terra, o n√ļmero de mol√©culas de g√°s cai precipitadamente para quase zero, assim como a press√£o. Isso significa que quase n√£o h√° problema para transferir energia - mas tamb√©m n√£o importa para amortecer a radia√ß√£o direta do sol. Essa radia√ß√£o solar aquece o espa√ßo pr√≥ximo √† Terra a 393,15 kelvins (120 graus Celsius ou 248 graus Fahrenheit) ou mais, enquanto objetos sombreados despencam a temperaturas inferiores a 173,5 kelvins (menos 100 graus Celsius ou menos 148 graus Fahrenheit).

Zero absoluto

A principal caracter√≠stica definidora do espa√ßo exterior √© o vazio. A mat√©ria no espa√ßo se concentra em corpos astron√īmicos. O espa√ßo entre esses corpos √© verdadeiramente vazio - um quase-v√°cuo onde os √°tomos individuais podem estar a muitos quil√īmetros de dist√Ęncia. O calor √© a transfer√™ncia de energia de √°tomo para √°tomo. Sob condi√ß√Ķes de espa√ßo exterior, quase nenhuma energia √© transferida por causa das vastas dist√Ęncias envolvidas. A temperatura m√©dia do espa√ßo vazio entre corpos celestes √© calculada em 3 kelvins (menos 270,15 graus Celsius ou menos 457,87 graus Fahrenheit). O zero absoluto, a temperatura na qual absolutamente todas as atividades param, √© zero kelvins (menos 273,15 graus Celsius ou menos 459,67 graus Fahrenheit).

Radiação

Radia√ß√£o √© energia transferida de um objeto ou evento para o espa√ßo. A radia√ß√£o c√≥smica de fundo - energia que os cientistas acreditam ter sobrado do nascimento do universo - √© calculada em quase 2,6 kelvins (menos 270,5 graus Celsius ou menos 455 graus Fahrenheit). Isso √© respons√°vel pela maior parte da temperatura do espa√ßo vazio de 3 kelvins. O resto vem da constante energia solar emitida pelas estrelas, energia intermitente das explos√Ķes solares e explos√Ķes intermitentes de eventos c√≥smicos como supernovas.

Dist√Ęncia, Luz e Sombra

Dist√Ęncia das estrelas determina a temperatura m√©dia de pontos espec√≠ficos no espa√ßo. Se um ponto espec√≠fico √© totalmente exposto √† luz ou parcialmente ou totalmente sombreado, determina sua temperatura em um hor√°rio espec√≠fico. A dist√Ęncia e a exposi√ß√£o √† luz s√£o os principais determinantes de temperatura para todos os objetos e pontos que n√£o t√™m atmosfera e est√£o suspensos no v√°cuo pr√≥ximo.

Compartilhe Com Seus Amigos